quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Uma viagem até Dubai

Minha cunhada está morando temporariamente em Dubai e resolvemos visitá-la. Sempre vale a pena uma acomodação de graça na cada dos amigos, ou melhor, uma desculpa pra viajar...

A idéia da viagem foi da mãe do meu marido e eu me ofereci a acompanhá-la.
Aluguei um carro no aeroporto de Dubai com antecedência e também contratei o serviço de roaming da minha operadora de Bahrain pra usar o GPS do celular por lá. A localização do hotel já estava gravada e chegamos em 20 minutos pelo caminho mais curto e sem trânsito (usando o famoso google maps).

Minha sogra adorou o meu serviço de "concierge", disse que eu era super independente e organizada pra viajar. Adquiri muita prática viajando quase todos os meses dos 6 anos anteriores da minha vida! Na verdade desde que me mudei permanentemente pra Bahrain já estava começando a sentir falta de viajar...

A viagem foi ótima, tirando o fato que eu tive dor na coluna depois de carregar umas sacolas. Comemos em bons restaurantes, passeamos pelo Dragon Mart e pela avenida Sheikh Zayed. O clima estava ótimo e passeamos bastante a pé.

Meu programa favorito é assistir a dança das águas no chafariz do Dubai Mall (Dubai Fountain). Acho que este é o único programa gratuito em Dubai...
Desta vez sentamos em um restaurante para comer uns petiscos e bater papo furado. Com isso conseguimos assistir o show das águas umas 4 vezes, pois se repete a cada meia hora.

Viajar é sempre bom, mas voltar pra casa é melhor ainda!


terça-feira, 18 de outubro de 2016

Bikini ou Burkini?

No início eu achava que a palavra "burkini" era uma brincadeira, uma mistura de Burqa e bikini.
Mas esse termo não só existe, como é uma marca registrada australiana para o termo genérico "roupa de banho modesta islâmica".
Pra mim eu achei bem parecido com um traje de mergulho mais moderno com saia.

Toquei nesse assunto porque resolvemos nos aventurar pelas praias públicas de Bahrain.
A maioria das praias são privadas dentro de hotéis ou resorts. Em alguns hotéis é possível passar o dia na praia pagando uma taxa de 5 a 8 dinares (~40 a 70 reais!) para entrar.

Praia de Marassi
Chegamos na praia de Marassi e tomamos banho de mar usando roupas (calça de lycra e camisa dry-fit ou neoprene). Ninguém usa bikini como nas nossas praias. Nem sunga é comum, os homens estavam usando shorts ou apenas cuecas!
Não achei muito confortável mergulhar de roupa, mas sempre existe um ponto positivo. Por exemplo eu não precisei ficar me perguntando se o bikini está tapando tudo depois de movimentos bruscos...

Levamos sanduíches, salgadinhos, água de côco para lanchinho e cadeiras para sentar. Pois a estrutura de serviços à beira da praia também não é tão boa quanto a nossa (inexistente).

Claro que é muito diferente do que ir à praia no Brasil, mas gostamos da experiência. Vamos explorar mais e melhorar nossa farofa com barraca, mais cadeiras, mais lanchinhos e música.