terça-feira, 29 de maio de 2012

Marmul Holiday Resort

Tenho que admitir que essas não foram as minhas melhores férias. Mas ainda deu pra aproveitar um pouco da família, dos amigos, das comidas, do descanso...

Minha mãe tem uma teoria que os meus aniversários múltiplos de 5 (15, 20, 25) não dão certo para grandes festas, por isso tenho que fazer as grandes comemorações em outros anos. Como os aniversários de 14, 18 e 21 que foram um sucesso por exemplo. Logo estou esperando uma grande festa para o aniversário de 26 anos.

Já cheguei no Marmul Holiday Resort, ou mais conhecido como Marmul Camp. Ainda não encontrei os amigos, já que estão todos em campo. Comprei chocolate e sanduiches da subway para todos, isso é meio que uma tradição daqui quando alguém chega do aeroporto.

Dessa vez temos um pouco menos de trabalho por aqui, já que os trabalhadores do Oman estão em greve! Uma boa parte dos trabalhos foram cancelados. Mas em breve as atividades vão voltar a intensidade normal.

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Mr. Xuxu Pingo


O Xuxu Pingo teve um abcesso dentário, tadinho. 

Ficou sofrendo quietinho um tempão, só deu pra perceber quando ele já estava com uma bochecha do tamanho do mundo. 

Depois de várias idas na clínica, antibióticos, antinflamatórios e exames pré-operatórios (os gatos são tratados igual a gente!). 

Dois dentes vão ser retirados na quinta feira por um veterinário especializado em odontologia (igual a gente mesmo!).


Como ele já é um idoso (16 anos e meio para um gato é o equivalente a 82 anos da gente) vários cuidados extras são tomados antes de fazer o procedimento. Até porque o gato terá que tomar anestesia geral.


Ele também vai ter que fazer jejum! 

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Vovó Dulce

Uma pequena homenagem a vovó Dulce que nos deixou essa semana.

As três gerações
Essa foto foi tirada em março, no seu aniversário de 86 anos que comemoramos juntos em Itaperuna.

quarta-feira, 9 de maio de 2012

De um limão uma limonada

Palácio do Sultão Qaboos
Nos dois últimos dias em Marmul, já estava me sentindo de férias. Fazendo tudo meio devagar, com a cabeça lá no Brasil, entrando na internet, batendo papo com as pessoas na base, arrumando as minhas bagunças.

Quando cheguei no aeroporto, me deram bilhete de primeira classe até Muscat! Me senti super madame. As meninas sempre conseguem primeira classe nesse voo, foi o que me falaram. Uma pena que são menos de 3 horas de voo. Porque eles não fazem isso na viagem de Dubai ate o Rio?
Castelinho

Cheguei em Muscat, um motorista me pegou no aeroporto e me levou até o hotel 4 estrelas (mais madame ainda). Tive tempo de tomar banho (finalmente em um banheiro dentro de paredes de concreto e não de container). Aproveitei pra tirar uma soneca também. Uma das melhores coisas de sair de férias é que vc pode dormir qualquer hora que quiser. Mas não durou muito... Acordei com um telefonema do motorista que ia me pegar para fazer os exames médicos.

Tâmaras e café omani
O lugar nem se compara com a clínica que fiz os exames no Qatar. Uma fila pequena de 2 pessoas (não aquela fila de SUS depois de um feriado), atendentes que falam inglês (não pessoas apontando para filas erradas e falando árabe com todos os expatriados). Esperei uns vinte minutos, terminei os exames em meia hora e pronto. O problema é que os exames só ficariam prontos em 24h, logo tive que adiar o voo (mais uma vez) pra terminar a papelada antes de sair do país.

Mattrah Souq
Inicialmente fiquei triste, pois são mais 3 dias sozinhas numa cidade que não conheço. E já estava 6 semanas isolada no deserto, agora mais 3 dias sozinha. Bateu uma tristeza. Mas como sempre, se te dão um limão, tem que fazer uma limonada.

Fui ate o shopping e almocei na pizza hut. Acho que os omanis nao sabem como comer direito. Desisti de comer em restaurantes locais, nenhum é gostoso.

Na saía do shopping peguei um táxi que me perguntou se eu queria conhecer a cidade. Resolvi arriscar. Ele me levou para todos os cantos da cidade, palácios, hotéis, castelos, porto, old souq, ótimo restaurante, sheesha, etc...

Conheci um pouco de Muscat que não teria conhecido se não tivesse ficado mais um dia. :)

domingo, 6 de maio de 2012

Últimos dias em Marmul...

Como aqui os trabalhos de campo são em lugares bem remotos, sempre temos que dormir em acampamentos do cliente. Tirando o episódio das baratas, não tive nenhum outro incidente nesses acampamentos até essa semana.

Os acampamentos são nada mais, nada menos que um monte de containers. Alguns containers são quartos juniors (de 3 ou mais pessoas sem banheiro) ou quartos seniors (de 1 ou duas pessoas com banheiro compartilhado entre 2 quartos), um container de tv, um container refeitório e pronto.

Chegamos para um trabalho e precisávamos de 3 quartos, para mim e para a minha equipe. Pedimos para o Camp Boss (tipo gerente do acampamento) mas ele estava completamente bêbado. Nos deu quartos com pessoas dentro e não dava pra entender quase nada do que ele falava enrolado. Tentamos explicar novamente e devagar e ele acabou dando quarto para todos.

Perguntei para a minha equipe se beber era permitido nos acampamentos. Pelo que eu saiba, não era permitido beber  nem no país, já que é um país mulçumando. Mas me falaram que o cliente não era do Oman, portanto não tinham certeza.

Houve uma discussão entre o Camp Boss e um cozinheiro, que bateu forte a porta na cara dele. Eu ia ficar naquele quarto, mas o pessoal da minha equipe não deixou, fiquei em outro. Os quartos não tem fechadura do lado de dentro, logo eu fui até o banheiro, peguei a barra que segura as toalhas e usei para trancar a porta. Testamos e funcionou bem. De noite esse cara bateu 3 vezes na minha porta, ignorei as batidas...

Quando voltei de volta para a base, falei com o meu chefe informalmente (eu e minha boca grande), mas ele falou com o chefe dele, que falou com o cliente, que falou com o Camp Boss, que admitiu que estava bêbado.
Descobri que não é permitido beber mesmo, até porque o cara estava trabalhando. Se formos pegos bebendo em serviço em qualquer país podemos ser demitidos.
Ele não só foi demitido na hora, mas também nunca mais vai arrumar emprego em todo o oriente médio, como disse o cliente. Mas o medo dele era que eu fosse até a polícia e falasse essa história, aí sim ele estaria com sérios problemas. Mas eu não vou fazer isso, foram só batidas na porta trancada. Sem contar que haviam outras pessoas bêbadas no acampamento que não foram identificadas.

A meu ver, bebida, trabalho pesado e lugares remotos não combinam. Tive reuniões com o cliente e tive que fazer relatórios e sequência de eventos. Gostei de saber que eles estão preocupados com a nossa segurança e bem estar (somos 3 meninas em Marmul), mas fiquei triste de saber que o cara foi demitido e nunca mais vai arrumar emprego nos países do golfo. Mas eles me falaram que alguém tem que ser o exemplo para não acontecer de novo.

Agora todos sabem que eu sou a garota que fez o cara ser demitido, me falaram que ninguém mais vai ser comportar mal perto de mim!

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Quem disse que eu tenho muitas férias?

Estava discutindo com uns amigos meus por aqui, se vale mais a pena trabalhar em rotação (como eu trabalho por aqui) ou não (Baroda, Doha ou CLT por exemplo).
Fizemos uma relação (Férias)/(Total de dias) e cheguei a conclusão que tenho menos férias do que pensava!

Baroda
Finais de semana = 0
Feriados e enforcados = 0
Férias = 2 dias a cada 7 trabalhados
2/9= 22.2% sem trabalhar por ano

Doha
Finais de semana = 1 dia por semana (mas não posso sair do país, tipo sobre aviso)
Feriados e enforcados = 0
Férias = 1 dia a cada 7 trabalhados
2/9=22.2% sem trabalhar por ano

Marmul (Rotação 6-3)
6 semanas trabalhando
3 semanas de férias
9 semanas no total
3/9 = 33.3% sem trabalhar por ano

CLT Brasil
Finais de semana: 2 dias por semana, 52 semanas por ano = 104 dias
Feriados e enforcados (considerando um número por baixo) = 7 dias
Férias (menos 4 finais de semana considerados anteriormente) = 22 dias
(104+7+22)/365 = 36.4% sem trabalhar por ano

Mukheizna (Rotação 4-4)
4 semanas trabalhando
4 semanas de férias
8 semanas no total
4/8 = 50% sem trabalhar por ano (Será que consigo isso um dia?)

Só pra falar que estarei voltando para o Brasil no dia 7!