domingo, 30 de outubro de 2011

Welcome to Doha

Souq Waqif (سوق واقف)
Cheguei em Doha e vi que as coisas aqui serão bem diferentes da Índia... Bom, algumas delas serão melhores, mas nem tudo são flores. A vida aqui é bem mais cara que lá na Índia, mas é possível comprar coisas mais requintadas por exemplo. 
O trabalho aqui vai ser pesado da mesma maneira, logo isso não entra na comparação. Porém terei um dia de folga na semana, onde poderei sair à noite ou acordar tarde. Em compensação minhas férias serão menores de agora em diante. 
As mordomias serão menores (nada de motorista, cozinheiro, empregada, passadeira) mas é possível encontrar comidas de todos os tipos (não só indiana e junk food). 


Venda de Shishas
O lugar onde estou morando não chega aos pés da casa que eu morava na Índia...
Sinto falta dos meus amigos que ficaram em Baroda, mas sei que posso fazer bons amigos aqui também. 
Ontem mesmo saí com duas meninas, uma inglesa e uma libanesa e fizemos compras no shopping e supermercado. 
No dia anterior fomos passear em um mercado chamado Souq Waqif, um lugar muito interessante, com restaurantes de todo o tipo, lojas que vendem coisas típicas e exóticas e shisha lounges.

Uma loja de roupas

Saí nesse mesmo dia com um pessoal da Argentina e Equador para um bar que tocava música latina. Não foi tão legal assim, porque ainda estou cansada do fuso horário e fiquei com sono muito cedo. Mas foi bom saber que existem opções para se divertir à noite por aqui.

Essa semana estou fazendo uns treinamentos bem interessantes e me diverti muito em um curso de sobrevivência no mar. Onde tínhamos que sair de dentro de um simulador de helicóptero que caiu e virou de cabeça pra baixo no fundo de uma piscina!

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Bye Bye India

Vista do Apartamento em Mumbai

Essas fotos foram as últimas que eu tirei na Índia antes de sair de férias para o Brasil. A primeira foto é da vista do apartamento do meu amigo em Mumbai, onde passei o dia esperando entre os voos baroda-mumbai e mumbai-paris. Jogamos cartas, video-game, pedimos domino's e subway. A casa dele é igual a minha lá na índia, onde moram pessoas de todo o mundo, mas a dele é muito mais cheia! Tiramos várias fotos vestidos com roupas típicas e acabei ganhando um turbante do saudita de presente!


Cafe Coffee Day (???)
A segunda foto é do café onde íamos sempre comer brownie, tomar sorvete ou milkshake com os amigos. Qualquer coisa era desculpa para ir lá comer alguma coisa. Adoro o letreiro em gujarati, parece que todas as letras são iguais.
A terceira foto é de uma ótima noite que passei com os meus amigos, onde nos divertimos bastante no shopping próximo de casa. Foi super engraçado ver os meninos levando uma surra das meninas.
A última foto é da surpresa que fizeram pra mim no meu jantar de "despedida" antes das minhas férias. O garçon trouxe essa sobremesa onde estava escrito "Parabéns Anna" (com dois "n" mais eu ignorei isso, já que o que vale é a intenção) que meus amigos planejaram escondidos antes da minha chegada no restaurante. Tudo para comemorar que eu tinha sido promovida (não sou mais trainee agora!).


Penúltimo dia com os amigos
Tirei esses 21 dias de férias e tinha planos de encontrar os amigos e visitar a família. Deixei todas as minhas coisas lá na Índia, pra trazer menos malas e não ter que pagar excesso de bagagem. Na primeira semana de férias, minha mãe tirou uns dias de folga e viajamos até Itaperuna para visitar minha vó. A viagem foi ótima e ainda conseguimos arrumar uma casa nova para a minha vó morar, já que estava um pouco insatisfeita com a atual. Ela se mudou em menos de 3 dias! Passeamos muito pela cidade e comi bastante comida caseira do interior. Também passeamos até umas cidades vizinhas a procura de doces caseiros, mas por incrível que pareça foi super difícil encontrar. E ainda não encontramos exatamente o que queríamos.


Jantar de "despedida"
Tinha planos de ir para São Paulo logo em seguida, mas logo depois que voltei de viagem, tudo mudou. Recebi uma carta que dizia que fui transferida para Doha, no Qatar. E que tinha que começar o processo do visto o mais rápido possível. Descobri que não ia nem voltar para a Índia pegar as minhas coisas, mas que elas seriam enviadas direto em seguida. Meu visto demorou uma semana para sair, enquanto isso fiquei resolvendo problemas com o banco, tentando emitir as passagens (ainda não consegui), encontrar os amigos e aproveitar o tempo no Brasil.
Fiquei triste que não iria mais voltar para a Índia. Tantas coisas que tinha planejado! Fiz bons amigos e amigas, que não vou mais encontrar (a não ser que sejam transferidos como eu!). Adorava o lugar que eu morava e trabalhava. Até para a comida apimentada eu já tinha encontrado minhas válvulas de escape (little italy e subway, por exemplo). Tudo o que deixei para fazer depois, não vou mais fazer. Parece até uma dessas lições de vida que os filmes tentam nos passar...