sexta-feira, 20 de julho de 2012

Mini férias em Muscat!

Meu "aniversário"
Fui fazer um curso de 3 dias em Muscat, mas que para os padrões de Marmul, esses dias podem ser considerados férias. O curso não é muito fácil não, muitos workshops, apresentações, trabalhos em grupos e palestras (que a gente sofre pra ficar acordado...).
Seria um curso bem fácil se todos do grupo fizessem a sua parte, mas o que não acontece em lugar nenhum do mundo. Logo eu trabalhei em dobro, como sempre.

Narguile de Melancia
Mas a parte boa disso tudo é que dessa vez não estava sozinha em Muscat. Um engenheiro que trabalha comigo em Marmul (Taher da Síria) e um engenheiro que trabalha em Muscat (Fawaz do Sudão) estavam comigo o tempo todo depois do curso. Jantamos fora todos os dias, em ótimos restaurantes, sheesha, jogamos boliche, tudo o que eu precisava pra desestressar um pouco.

No primeiro dia do curso, sai pra almoçarmos juntos com uma engenheira omani, a Maliha. Mas cheguei super atrasada no curso e recebi algumas indiretas, logo cancelei os almoços fora do curso. O que não foi uma coisa ruim, já que o curso era no Hotel Intercontinental, cinco estrelas e o almoço era maravilhoso!


Fawaz, eu e Taher
Fomos jantar no Friday's e o engraçadinho do Fawaz disse pra garçonete que era o meu aniversário (sem eu saber é claro). Eles vieram cantando a musiquinha e eu fiquei vermelha como sempre.
Também jogamos boliche, e por incrível que pareça eu melhorei... Boliche era o pior jogo para mim, não importa o quanto eu treinasse eu não conseguia jogar a bola fora das canaletas.

Pães maravilhosos

Jantamos em um restaurante turco e eu comi até explodir. O pão era perfeito, quentinho, feito na hora.
Agora já voltei pra Marmul, mas não estou no menos clima de trabalhar. Quase 8 semanas isolada, e apenas 2 dias para as férias...

Top 5: hummus, baba ganush, mutabal, tabule e charuto



sábado, 14 de julho de 2012

Galerias de fotos

Algumas fotos para colorir o blog!
Todos sabem como eu gosto de tirar fotos de comidas. Bem, aqui em Marmul as opções de comida não são muito variadas, nem muito apetitosas para o meu paladar, nem muito agradáveis para fotos. 
Por isso não costumo tirar fotos das comidas do dia-a-dia. Tirei algumas fotos de dias fora do comum, como as quintas-feiras (final de semana daqui) que temos shawarma ou churrasco (não é igual ao nosso, mas dá pro gasto). Alguns sorvetinhos e Coca-cola, donuts que um engenheiro trouxe de Muscat. Pizza especial de muzzarela feita pra mim (porque as normais são cheias de coisas em cima, parece a pizza do Supimpa de Itaperuna com muito pimentão) e tâmaras fresquinhas. Repare no meu kit sobrevivência para o resto dos dias normais...

Fotos de mais camelos pelo caminho, uma pequena aranha que encontramos na base e uma foto de umas montanhas bem diferentes que tirei durante um trabalho de campo.

Luxo em Marmul

Tâmaras fresquinhas










Shawarma
Kit sobrevivência
Donuts de Muscat!
Pizza!

Pequena aranha do deserto
Mais Camelos
Montanhas

quinta-feira, 5 de julho de 2012

De volta a civilização e despedidas

Um dos engenheiros conseguiu um outro emprego em Singapura e pediu as contas. Mas como esteve aqui em Marmul por bastante tempo (mais que 4 anos) e é um engenheiro muito querido por todos, então fizemos várias festas de despedidas nos últimos dias.
Fizemos uma reunião só com os engenheiros no "bar", onde foi servido um carneiro fresquinho abatido no mesmo dia.
Fizemos uma grande festa ao redor da piscina com todas as pessoas da base, com um grande buffet de saladas e churrasco.


No final da festa todos foram jogados na piscina, inclusive o seguranças e os chefes. Foi engraçado ver como algumas pessoas tem medo de ser jogadas, depois descobrimos que elas não sabiam nadar! E estavam com medo de ser jogadas em uma piscina onde a parte rasa tem menos de um metro de profundidade.
Bom, depois dessa semana de festas e despedias, a greve acabou, a vida boa também... Já estou de novo trabalhando sem tempo de respirar.

A única coisa que me deixou muito irritada foi que eu tive que voltar para aquelas acomodações do cliente, aquela que eu tive umas baratinhas de companhia. Mas dessa vez elas estavam andando por cima da cama e do travesseiro!!! Não consegui dormir, pequei meu laptop e fiquei na mesa estudando e matando baratas o resto do tempo. Eu falei de novo com o meu chefe, dessa vez até bati o pé no chão falando que eu não volto lá. E eles deveriam ter um pouco mais de bom senso e não mandar meninas. Ele disse que achou que era exagero meu da primeira vez, por isso não tomou providências. Mas quando começou a receber reclamações dos outros engenheiros também, resolveu acreditar.

Eu resolvi falar com o representante do cliente que haviam baratas no quarto. Sabe o que ele falou? Que é assim mesmo no deserto, sempre com muitos insetos.
Baratas, os insetos do deserto! Essa é nova pra mim.