segunda-feira, 18 de maio de 2015

Viajar ou não viajar eis a questão

Quando consegui a oportunidade de trabalho na Índia, um amigo me perguntou porque decidi aceitar aquele emprego, se eu tinha outras ótimas opções no Brasil.

Respondi que queria viajar e conhecer o mundo. E foi o que eu fiz, viajei para lugares onde nem imaginava ir. Visitei lugares que não estavam nem na minha lista de países a visitar,  sai da rotina, mudei minha visão de mundo, fiz novos amigos e até casei. Muitas dessas histórias estão relatadas aqui nesse blog.
Essa semana quase 5 anos depois da minha saída encontrei esse mesmo amigo.
Ele fez uma nova pergunta, se eu saí do país com o objetivo de viajar mais e conhecer o mundo, porque agora todas as férias eu sempre volto ao Brasil?

Não tenho uma resposta objetiva. Acho que vezes dá vontade de voltar pra casa, pra um lugar conhecido, para a família, para os velhos amigos. Passar mais tempo junto com quem realmente se importa com a gente. Ter uma "rotina" nas férias nem que seja por 20 dias, pois todos os outros dias no trabalho são imprevisíveis. Comer a comida caseira que tanto faz falta no deserto. Talvez economizar um pouco para os planos de um futuro próximo. Resolver burocracias pendentes que dependem da nossa presença em 3 dos países que sempre vamos.

Ainda não sei qual das razões pesam mais na decisão de onde ir nas próximas férias. Nosso objetivo ainda é conhecer um novo país todos os anos e estamos cumprindo. Eu concordo que esse objetivo poderia ser cumprido trabalhando num emprego normal com férias anuais e finais de semana.
Mas ainda gosto desse balanço, férias, trabalho, férias, trabalho, mas é claro que isso não vai poder continuar quando decidirmos aumentar nossa família.

Estou esperando as mudanças que vão acontecer esse ano para colocar de novo as prioridades na balança e quem sabe tomar novos caminhos. Um diferente país, um diferente emprego, uma diferente rotina...