terça-feira, 30 de novembro de 2010

Diário de Viagens

Sempre quis fazer diários de viagens. Para não esquecer nada, nenhum segundo, nenhum detalhe. Em algumas viagens escrevi num diário. Não durava muito tempo, apenas a primeira parte da viagem. Depois eu desistia ou a viagem ficava muito interessante e não valia a pena ficar escrevendo e perder os momentos, ou só esquecia mesmo. 
Vou tentar fazer relatos da minha viagem, não vão ser diários, eu acho, já que vou estar ocupada uma boa parte do tempo. Mas quero falar da mudança de cidade, da distância da família, dos amigos, do meu gatinho. E também das novas experiências, do novo trabalho, dos novos amigos, dos novos desafios, da saudade... Estou muito ansiosa para essa nova fase da minha vida. 

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Show do Paul McCartney

Estou indo assistir o show do Paul em São Paulo. Hoje, dia 22 de novembro de 2010 meu pai faria 64 anos.
Cada um tem o seu beatle favorito. O Paul era o beatle que ele mais gostava. Ele dizia que era o mais carismático e talentoso. Em um post anterior, no dia 30 de setembro, escrevi sobre o nome do blog e sobre a tradução da música "When I'm sixty four". 
Não gosto muito de ir a shows, mas esse fiz questão de ir. Antes mesmo de saber que eu iria viajar.
Até agora deu tudo certo! Já estou com os ingressos na mão! E ontem o dia em família foi maravilhoso!

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Vem Dançar

Este final de semana fui à Itaperuna e assisti ao Espetáculo "Vem dançar" da Cia de Dança Paulo Bastos (meu primo). Muito interessante e surpreendente! Nem parecia um show de cidade do interior. Muita variedade de apresentações, figurino bonito e novidades. Sai do espetáculo querendo aprender todos os tipos de dança!
Acho que preciso dançar nesse final de semana! Aceito convites!

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Pessoas medrosas

Acho que as pessoas estão muito medrosas. Com medo de tudo. De sair de ônibus, de jogar coisas fora, de cortar o cabelo, de se relacionar, de ter grandes mudanças.
Estou falando isso porque ultimamente estou sendo chamada de "corajosa" o tempo todo. Não entendo. Não é uma questão de coragem, eu acho. 
Não tenho medo de me mudar pra longe, não na era da internet. Não tenho medo de perder meus amigos, porque os verdadeiros amigos vão estar sempre comigo. Não tenho medo de fazer novos amigos quando estiver longe dos antigos. Não tenho medo de cortar o cabelo, ele sempre vai crescer de novo. Não tenho medo de ficar longe da família, vou ter saudade. E não medo. Não tenho medo de dar minhas coisas ou de jogar coisas velhas fora.
Acho as pessoas deveriam ver as mudanças como boas oportunidades e não como algo tenebroso.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Operação "Volta à vida saudável"

Hoje foi um dia entre amigos! Piscinas, ofurô, pizzas, sanduíches, wii! Tudo muito gostoso e divertido! São dias assim que me levantam! Amanhã vou começar minha operação "volta à vida saudável'! Vou correr na praia!
E também pra gastar toda as pizzas, sanduíches, brownies e sorvetes de hoje...
Esqueci de falar que comecei o dia pensando nisso e comi frutinhas no café da manhã!

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

A escolha

Ser feliz é essencialmente uma escolha.
Escolha de não deixar que as adversidades o transformem em uma rocha que não sente, que não age.
Uma escolha de sorrir logo no começo do dia.
De pisar firme, mesmo não sabendo aonde ir.
De sonhar alto, de pensar alto, falar sozinho.
É principalmente o respeito aos seus próprios desejos, suas próprias vontades, suas escolhas.
Saber que seu mundo é incomparável, que sua personalidade é única, que seus gostos são somente seus.
Descobrir o mundo aos poucos e aos poucos descobrir o seu espaço no mundo.
Perceber a diferença que você faz (ou que pode fazer).
Perceber que o que falta não é tempo, é atitude.
E você aprende que é responsável pela sua vida e que a única coisa que pode mudá-la são suas escolhas.

Susanna Frankel 13/11/2006

Amor sem escalas

Hoje eu vi um filme que se chama "Amor sem escalas" ou "Up in the air" em inglês. Muito interessante e não cai no lugar comum. Apesar de engraçadinho em alguns momentos trata de assuntos sérios como solidão, compromisso, escolhas e futuro. Fiquei bastante pensativa sobre minhas escolhas.
Gostei bastante do filme e recomendo também para aqueles que não são muito românticos.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Sem palavras

Estou sem palavras pra escrever o que estou sentindo.
Acho que é uma saudade antecipada. De tudo.
De tudo o que eu vou sentir saudades quando estiver longe.
O que fazer para conviver com a saudade?