sábado, 8 de novembro de 2014

Preparativos para o Casamento: Shabka

Um exemplo
Uma tradição no casamento árabe é um presente chamado shabka que o noivo dá à noiva antes do casamento. Shabka é um conjunto de jóias, pulseira, anel, colar, brincos, que pode ser de ouro/diamante/pérolas.
Em um casamento mais tradicional, o noivo veste o shabka na noiva durante a cerimônia. Não será o nosso caso, devo estar usando o conjunto desde o começo da festa. Também pode ser usado na noite da aplicação da henna, uma outra tradição que receberá um post mais adiante.
Normalmente o valor agregado do shabka é alto, pois antigamente costumava ser uma poupança/segurança para a noiva em caso de vacas magras. Também não é o nosso caso, pois nosso orçamento não é de realeza.

Fui às compras do shabka no mercado de ouro em Bahrain acompanhada das três irmãs do noivo, mãe do noivo e uma amiga cujo pai tem uma joalheria. A primeira parada foi a joalheria do pai da menina.
Joalheria 
Eu tinha um orçamento e umas ideias na cabeça. Quando vi o mercado fiquei um pouco chocada. Não era nada do que eu pensava, tudo muito grande, extravagante e obviamente fora do orçamento também. "Muito ouro, muito ouro!"
Fiquei meio em pânico e tímida também de falar que não gostava de nada. Todas as lojas pareciam iguais, acho que não vou encontrar nada.
O pai da menina percebeu o meu desespero e descobriu que eu não era árabe. Disse que eu não ia gostar de nada da loja dele mesmo e nos encaminhou para uma loja da região onde os estrangeiros costumam gostar.
Essa loja me pareceu completamente diferente, com mais opções possíveis e assim fiquei mais calma. Gostei de um conjunto simples, experimentei e decidi. Missão cumprida.


Meu Shabka
Experimentando

sábado, 1 de novembro de 2014

Uma Grande Surpresa!

Com a madrinha
Como o chá de lingerie terminou "cedo", não acordamos a tempo de ir à praia. Resolvemos somente almoçar e trocar algumas roupas no shopping à tarde, pois minha amiga Pina havia combinado de tomar um chopp às sete na rua nova em botafogo.

Convidei o pessoal pelo whatsapp, ninguém respondeu. Liguei pras meninas, niguém atende celular. Convidei a dindinha pra almoçar, mas ela não podia. Fazendo hora na casa da mamãe, de repente todas aparecem arrumadas pra saír e desaparecem sem falar onde foram. Mesmo com todas essas indicações, não desconfiamos de nada.

Com a mamãe e irmão
Fomos andando até o bar e pedimos um uns petiscos enquanto esperamos a Pina chegar. Ela chega acompanhada da Pati e passamos a jogar conversa fora. Conversa vai conversa vem, recebo uma ligação da Irene:
"Fiz uma surpresa pra vocês aqui na casa da Tia Enoe, vocês podem vir?"
"Estamos aqui no bar na rua nova com a Pina e a Pati, elas podem ir também?"
"Hum... podem" 
Pensei em um jantar ou uma sobremesa com nutella que ela me prometeu, pois dei um livro de receitas de nutella recentemente. Mas será que é tudo bem levar convidados? 
Ela pareceu hesitar quando eu falei que estava acompanhada...

Com os amigos em frente ao bolo
A caminho da casa da Tia Enoe, reconheci o carro da minha mãe estacionado. Aí comecei a desconfiar de algo, mas não podia imaginar o que estava por vir. Quando chegamos na casa da Tia Enoe, fomos recebidas pela anfitriã, Irene, Dindinha e a pequena Luiza. Levaram o Ahmed para um quarto e eu para outro. Em cima da cama havia um vestido branco pra mim. No outro quarto, Ahmed tinha uma calça e camisa preparadas pra ele também.


A Luiza estava carregando um ninho de passarinhos. Após alguns momentos, o casal estava todo arrumado.

Com os amigos da Faculdade
Quando cruzamos a cortina da sala até a varanda, todos os nossos amigos estavam do lado de fora e um Altar à nossa espera! Um casamento surpresa!
Susanna e Dindinha falaram palavras especiais e quase caímos em lágrimas. Luíza nos entregou alianças de pombinhos que estavam no ninho e fizemos nosso brinde de casamento.


Ainda não caiu a ficha que era um casamento surpresa realizado pelas amigas! Já que não poderão comparecer ao casamento em Bahrain, porque não fazer um aqui?

Brinde
Alianças de Pombinhos